Taxa de rendimento melhora, mas Brasil ainda tem muito a avançar
A cada ano, tem caído a taxa de crianças e adolescentes que abandonam as escolas no Brasil durante o ano letivo. Nos anos iniciais, a taxa de abandono, que em 2010 foi de 1,8%, ficou em 1,2% no ano passado, de acordo com dados do Censo Escolar 2013, realizado pelo Ministério da Educação (MEC). Todos dados de taxa de rendimento, que inclui informações de abandono, aprovação e reprovação escolar, já estão disponíveis no QEdu.org.br, onde você pode compará-los por ano, rede e etapa escolar e ver em detalhes esses dados para cado ano do ensino básico.

Apesar da diminuição na taxa de abandono, o número absoluto ainda é alto. Somando todas as etapas de ensino (anos iniciais, finais e ensino médio), mais de 1,3 milhão de crianças e adolescentes em todo o Brasil deixaram as salas de aula durante o ano letivo de 2013. 

Acesse aqui os dados do Brasil: http://www.qedu.org.br/brasil/taxas-rendimento

Veja abaixo uma descrição detalhada para cada uma das etapas da educação brasileira:

Anos iniciais do ensino fundamental

Em 2013, o MEC registrou cerca de 950 mil reprovações, o que representa 6,1% do total de matriculados naquele ano. Os aprovados passaram dos 14,5 milhões, ou seja, 92,7% dos estudantes dessa etapa escolar puderam avançar para a série seguinte.

Ano finais do ensino fundamental

Entre os alunos matriculados do 6º ao 9º ano, o fantasma da reprovação assombrou 1,5 milhão de estudantes (11,3% do total de matriculados em 2013). Dos demais, 3,6% abandonaram a escola no meio do ano letivo e 85,1% foi aprovado. Em 2010, dos 14,2 milhões matriculados nessa etapa, 12,6% foram reprovados, 4,7% abandonaram os estudos e 82,7% passaram de ano.

Ensino médio

De 2011 para 2013, a taxa de aprovação no ensino médio na rede pública subiu de 75,1% para 78%. A aprovação é um dos componentes do Ideb, o índice que mede a qualidade da educação básica no Brasil. Apesar do crescimento na taxa de aprovação, o ensino médio não conseguiu alcançar a meta do Ideb para 2013. Também podemos observar que o abandono, apesar de estar caindo, ainda é alto.

Áreas urbanas e rurais

A proporção de alunos nas áreas rurais que abandonaram as escolas em 2013 continua sendo maior do que nas áreas urbanas. Em 2010, 3,6% dos alunos dos anos iniciais deixaram as salas de aula durante o ano letivo. Já em 2013 esse percentual foi de 2,3%. No entanto, os alunos da mesma etapa escolar abandonaram menos a escola 2013, não passando de 1,3%.

Informações para estado, município e escola

Utilizando nossa busca global, no topo do site, você poderá conhecer os valores para cada localidade do Brasil.



Taxas de rendimento

Ao final de um ano letivo, alunos matriculados em escolas públicas brasileiras podem ser aprovados, reprovados ou terem abandonado os estudos. A soma da quantidade de alunos que se encontram em cada um destas situações, dividida pela quantidade de alunos matriculados no início do ano, constituem a taxas de rendimento.

Fonte: QEdu
Cadastrada em: 24/11/2014 10:43:09
curta nossa fanpage
editais
onde estamos

FEDERAÇÃO DAS APAES DO ESTADO DE SÃO PAULO

Rua Tomaz Pedro do Couto, 471 - Distrito Industrial

CEP: 14406-065 - Franca - SP

Fone: 16 3403-5010

Fax: 16 3403-5015

E-mail: feapaes@feapaesp.org.br

Federação das APAEs do Estado de São Paulo

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença da FEAPAE-SP